XV perde nos pênaltis e está eliminado da Copa do Brasil

Com a derrota para o Juventude-RS, XV volta as atenções para a Série A2 (Foto: Michel Lambstein)

O XV de Piracicaba está eliminado da Copa do Brasil. O Nhô Quim enfrentou o Juventude, na tarde desta quarta-feira (26), no Estádio Barão da Serra Negra, pela segunda fase da competição nacional. Com o empate em 1 a 1 no tempo normal (Daniel Costa abriu o placar e Eltinho empatou), o Verdão do Sul venceu por 8 a 7 na disputa nos pênaltis, se classificando para a terceira fase e encerrando o calendário nacional do XV em 2020.

A primeira chegada de perigo na partida foi do XV, com Caio Mancha, que recebeu belo lançamento da defesa e desviou do goleiro. A bola só não entrou porque Samuel Santos tirou a bola quase em cima da linha. Três minutos depois, Filipe Cirne recebeu da esquerda e chutou na lateral da área, porém Marcelo Carné defendeu sem dar rebote. Na sequência, o Juventude teve sua primeira oportunidade com Bruno Alves, no qual o chute foi desviado por Gilberto Alemão, com Mota caindo para fazer sua primeira defesa no jogo. Na sequência, Bruno Alves voltou a testar Mota, que novamente mandou para escanteio.



O XV teve uma ótima chance aos 17 minutos, com Kadu Barone, que recebeu lançamento da defesa, cortou para o meio e bateu colocado para o gol, obrigando Carné a fazer uma bela defesa. No bate-rebate do escanteio, a bola sobrou para Diego Jussani, que bateu rasteiro, porém a bola saiu pela linha de fundo. Após alguns minutos de jogo truncados, Daniel Costa recebeu e bateu de longe aos 28 minutos, porém o chute saiu fraco e ficou fácil para Marcelo Carné. Três minutos depois, o gramado encharcado pela água continuou atrapalhando a equipe, mas Bruno Lima chutou com perigo, a bola quicou na frente do goleiro, porém o esmo conseguiu fazer uma bela defesa.

O Alvinegro continuou sua blitz em busca do primeiro gol aos 33 minutos. Filipe Cirne recebeu de Kadu barone e bateu forte, porém o chute saiu pela linha de fundo. Na sequência, Marciel também chutou de fora da área, obrigando Mota a salvar mais uma vez a meta quinzista. Três minutos depois, John Lennon aproveitou o espaço deixado pela defesa do XV e chutou com perigo para o gol, com Meta fazendo outra defesa.

Após tanto pressionar no primeiro tempo, o XV abriu o placar no começo do segundo. Daniel Costa recebeu na ponta esquerda e cruzou na pequena área, a bola passou por Filipe Cirne e quicou em frente a pequena área, enganado Marcelo Carné, que morreu no fundo das redes. Após sofrer o gol, o Juventude respondeu aos 11 minutos, com João Paulo, que cruzou rasteiro para a área, porém Mota se antecipou para evitar qualquer chance de ataque do adversário.

Aos 25 minutos, Eltinho recebeu do meia de Bruno Alves, dominou e chutou no ângulo do goleiro Mota, que nada pode fazer na jogada. O XV respondeu com Daniel Costa de falta, cinco minutos depois, porém o maestro quinzista pegou mal na bola e isolou pela linha de fundo.

A equipe de Caxias do Sul assustou aos 41 minutos, em cruzamento da esquerda de Iago Dias, que cruzou no meio da área para Marciel, porém Gilberto Alemão chegou de carrinho para salvar o Alvinegro. Três minutos depois, Daniel Costa arriscou da intermediaria, obrigando Carné a defender um “míssil” que saiu dos pés do meia quinzista. Na sequência, o Juventude assustou em cruzamento na área, porém o cabeceio foi para fora. Na última chance do jogo, Jussani não conseguiu aproveitar cruzamento na área, a bola foi por cima do gol e a partida se encaminhou para as penalidades máximas.

Assim como a partida, a disputa de pênaltis também foi equilibrada. Mota defendeu a batida de Eltinho, enquanto Daniel Costa abriu o placar para o XV. Na sequência, Igor empatou o confronto, e Marcelinho teve sua batida defendida por Carné. Ambas as equipes perderam suas terceiras cobranças, com João Paulo chutando para fora e Gilberto Alemão parando em Carné. As 12 cobranças seguidas entraram para o gol, com Edcarlos, Bruno Alves, Samuel Santos, John Lennon, Iago Dias e Caique Valdivia para o Juventude; e Jussani, Walfrido, Gabriel Soares, Paulão, Kadu Barone e Bruno Lima para o Nhô Quim. Os goleiros se enfrentaram na 10ª cobrança. Carné marcou, e Mota isolou, classificando o Juventude para a terceira fase.

Mauro Adamoli