XV vence a Portuguesa em uma virada espetacular

Daniel Costa foi o homem do jogo, com três gols marcados para deixar o XV em vantagem (Foto: Michel Lambstein)

O XV de Piracicaba venceu a Portuguesa pelo placar de 3 a 2 na noite desta segunda-feira (7), no Estádio Barão da Serra Negra. A Lusa abriu 2 a 0 com gols de Diego Rosa e Guilherme Nunes, porém Daniel Costa brilhu, marcou dois gols de pênalti ainda no primeiro tempo e fez o gol da vitória na segunda etapa, decretando seu hat-trick no jogo e dando vantagem para o Alvinegro na partida de volta.

O primeiro lance de perigo do jogo foi da Portuguesa aos 8 minutos. Guilherme Nunes conduziu a bola pela esquerda, fez uma grande jogada e tocou no meio da área. O atacante Lúcio Flávio furou, mas Diego Rosa estava na jogada e tocou de primeira para abrir o placar no Barão.

Aos 15 minutos, a Portuguesa aproveitou saída de bola errada de Gabriel Soares. Lucas Douglas roubou a bola do volante quinzista, cruzou na área e Guilherme Nunes, sem marcação, pegou de primeira para colocar no contrapé do goleiro Mota e fazer o segundo gol dos paulistanos. O XV tentou responder com Daniel Costa, mas o chute rasteiro de fora da área saiu sem direção.

Após uma tentativa de blitz do XV, a partida ficou parada em razão de um drone, que sobrevoava o estádio. Na retomada do jogo, aos 27 minutos, Raphael Macena deu um belo passe de Kadu Barone, que bateu firme e tirou do goleiro, porém o zagueiro Felipe Gregório tirou sobre a linha, evitando o primeiro gol quinzista.

Aos 32 minutos, Paulão tocou para Macena, que sofreu pênalti de Felipe Gregório. Na cobrança, Daniel Costa chutou no ângulo esquerdo, sem dar nenhuma chance para o goleiro Dida defender, diminuindo o placar para o Alvinegro. Dois minutos depois, Kadu jogou a bola na área, e ela bateu na mão do defensor da Lusa. Com isso, o árbitro marcou mais um pênalti para o Nhô Quim. Na batida, Daniel bateu no mesmo canto, o goleiro Dida caiu no canto certo desta vez, mas novamente não teve chances de defender.

Na segunda etapa, o XV chegou logo aos 30 segundos, com Raphael Macena, que recebeu no meio e chutou forte, obrigando Dida a fazer uma bela defesa. Na sequência o Alvinegro não conseguiu aproveitar o escanteio. Aos 5 minutos, Paulão pegou uma sobre da defesa, mas a bola foi sem força e o goleiro defendeu.

Aos 7 minutos veio a virada do Nhô Quim. Jefferson Feijão roubou a bola na defesa e deixou com Macena. O lateral quinzista deu um pique a lá Usain Bolt e recebeu do atacante. Na sequência, Feijão rolou para Daniel Costa bater rasteiro e marcar seu hat-trick na partida. Aos 11 minutos, Macena tentou o quarto, mas a bola saiu pela rede do lado de fora.

O XV voltou a assustar aos 20 minutos, após cruzamento de Daniel Costa, na qual Jussani cabeceou no chão, mas o goleiro Dida fez uma excelente defesa para evitar mais um gol piracicabano. Em contra-ataque aos 28 minutos, Marcelinho recebeu de Macena e bateu forte para o gol, acertando o travessão da equipe paulistana. Aos 33 minutos, Adílson Bahia cobrou falta perigosa, mas Mota agarrou sem dificuldades.

O jogo da volta será na próxima segunda-feira (14), Às 15h, no Estádio do Canindé, em São Paulo. O Nhô Quim joga por um empate para chegar a sua terceira semifinal seguida da Série A2. Vitória da Portuguesa por um gol de diferença leva a partida para os pênaltis, enquanto vitória da Lusa por dois ou mais gols de diferença classifica os paulistanos.

Mauro Adamoli