Zona Azul será reajustada em 5,96% a partir de segunda-feira

Segundo a prefeitura, esse é o primeiro reajuste do serviço em 21 meses; tarifa mínima será de R$1,30. (Foto: Amanda Vieira/JP)

A partir da próxima segunda-feira (18), a Zona Azul Digital de Piracicaba terá novos preços. Os valores do estacionamento rotativo da cidade passam a ser de R$ 1,30 (30 min), R$ 2,10 (1 hora), R$ 2,35 (1 hora e 30 min), R$ 2,65 (2 horas). Hoje, as tarifas são R$ 1,25, R$ 2, R$ 2,25 e R$ 2,50, respectivamente. Esse é o primeiro reajuste do serviço em 21 meses, segundo informou a prefeitura. Os percentuais de aumento variam de 4% a 5,95% dependendo do tempo.

As novas tarifas do estacionamento rotativo estão contempladas na previsão contratual. A prefeitura e a concessionária utilizaram o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado do período como parâmetro. Entretanto, foram acertados valores com variação de R$ 0, 05 para facilitar o troco.

Desta forma, na maior parte das tarifas, os preços ficaram abaixo do INPC. Para dar continuidade ao projeto de modernização tecnológica e operacional do estacionamento rotativo, a Estapar – empresa responsável pela Zona Azul na cidade, em parceria com a Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte), implementará, a partir do dia 18, o sistema de supervisionamento por veículos de videomonitoramento.

Serão dois carros com cinco câmeras, GPS, leitor de placas e transmissão de dados via rede 4G que começarão a rodar pelas ruas da cidade com o objetivo de supervisionar o uso das vagas. Os dados, enviados para a central de monitoramento dos agentes de trânsito, vão auxiliar no gerenciamento do sistema. Esses veículos não farão autuações neste momento.

Todas as ferramentas que adotamos ao longo dos anos têm como objetivo trazer ainda mais agilidade e eficiência no controle do sistema rotativo tanto para o usuário quanto para o poder público”, destaca Adelcio Antonini, diretor da Estapar.

10 MINUTOS

Ao estacionar o veículo em área de Zona Azul, o motorista deve se dirigir a um parquímetro, no qual vai inserir a placa do veículo e pagar a quantia relativa ao tempo que ficará estacionado.

Se não efetuar o pagamento e receber o aviso de cobrança da tarifa, o motorista tem 10 minutos para retirar o tíquete para regularização. Se não o fizer neste período, precisará efetuar em até duas horas, em um parquímetro ou no aplicativo, o pagamento da taxa de R$ 6,35.

Passado o prazo, a regularização só é feita na Central de Atendimento (rua XV de Novembro, 533, Centro). Neste caso, o valor passa para R$12,70 e precisa ser pago até as 18h do dia seguinte à primeira notificação.

Da Redação